A geléia real é um dos produtos apícolas mais estudados no mundo.

As pesquisas têm provado notáveis ações, benefícios, efeitos e usos da Geleia Real.

EFEITO ANTIBACTERIANO

A proteína ROYALACTINA provou ter uma forte ação antibacteriana in vitro contra bactérias Gram-positivas (Lactobacillus helveticus, Clostridium, Corynebacterium, Leuconostoc, Staphylococcus, Streptococcus), mas não contra as gram-negativas. [1]


O ácido graxo 10 HDA tem também atividade antibiótica contra várias bactérias e fungos (entre os quais Micrococcus pyogenes, Escherichia coli, Neurospora sitophila).[2]


As proteínas Jeleinas I, II, III apresentaram atividade antimicrobiana exclusiva contra fungos, bactérias Gram positivas e negativas, enquanto Jeleina-IV não têm tais propriedades [3] .


Componentes hidrossolúveis da Geleia Real, como proteínas e péptidios, apresentaram uma elevada capacidade de inibir bactérias Gram positivas e fungos [4]


Assume-se que todos estes componentes antibacterianos participam no sistema imunológico de defesa das abelhas.


Tem-se demonstrados efeitos cumulativos ou sinérgicos in vitro ambos da Geleia Real e amido contra Streptococcus aureus e E. coli [5], e Geleia Real  e mel contra Staphylococcus aureus [6]


Um estudo humano conduzido em 60 pacientes com diabetes com infecção de pé diabético sugere que úlceras cutâneas e infecções teciduais profundas podem ser tratados com sucesso com pomada de Geleia Real e pantenol [7]

 

[1] Fujiwara, S., Imai, J., Fujiwara, M., Yaeshima, T.,Kawashima, T., Kobayashi, K., A potent antibacterialprotein in royal jelly. Purification and determination ofthe primary structure of royalisin, Peptides, 2004, 25,919-928

[2] Blum, M.S., Novak, A.F., Taber S.III, 5. 10-Hydroxy-decenoic acid, an antibiotic found in royaljelly. Science, 1959, 130, 452-453

[3] Fontana, R., Mendes, M.A., de Souza, B.M.,Konno, K., César, L.M., Malaspina, O., Palma, M.S.,Jelleines: a family of antimicrobial peptides from theroyal jelly of honeybees (Apis mellifera), Peptides,2004, 25(6), 919-28

[4] Sauerwald, N., Polster, J., Bengsch, E., Niessen, L.,Vogel, R.F., Combine antibacterial and antifungalproperties of water soluble fraction of royal jelly,Adv.Food Sci., 1998, 20(1/2), 52-56

[5] Boukraâ, L., Meslem, A., Benhanifia, M.,Hammoudi, S.M., Synergistic Effect of Starch andRoyal Jelly Against Staphylococcus aureus andEscherichia coli, J. Altern. Complement. Med., 2009,15(7), 755-757 

[6] [Boukraâ, L., Niar, A., Benbarek, H., Benhanifia,M., Additive action of royal jelly and honey againstStaphylococcus aureus, J. Med. Food., 2008, 11(1),190-192].

[7] [Abdelatif, M., Yakoot, M., Etmaan, M., Safety andefficacy of a new honey ointment on diabetic footulcers: a prospective pilot study, J. Wound Care., 2008,17(3), 108-110]

 

 EFEITO ANTICÂNCER 

A geleia real exibiu atividade antitumoral em cobaias experimentais com leucemias [1], e também uma atividade antiangiogênese foi demonstrada in vitro [2], em células de carcinoma cervical/uterino humano, algumas frações geleia real inibiu ativamente o crescimento do tumor e outros não [3] .

 

Um estudo descobriu que a geleia real inibiu o crescimento efeito promotor de bisfenol em linhas de células MCF-7 do câncer da mama [4].

 

[1] [Townsend GF, Morgan JF, Hazlett B. Activity of 10hydroxydecenoicacid from royaljelly against experimental leukaemia and ascitic tumours. Nature . 1959;183(4670):12701271. 

[2] [ Izuta H, Chikaraishi Y, Shimazawa M, Mishimas, Hara H. 10Hydroxy2decenoicacid, amajor fatty acid from royal jelly, inhibits VEGFinducedangiogenesis in human umbilicalvein endothelial cells. Evid Based Complement Alternat Med . 2009;6(4):489494 ]

[3] [ SalazarOlivoLA, PazGonzálezV. Screening of biological activities present inhoneybee ( Apis mellifera ) royal jelly. Toxicol In Vitro . 2005;19(5):645651.

[4] [ Suzuki KM, Isohama Y, Maruyama H, et al. Estrogenic activities of fatty acids and asterol isolated from royal jelly. Evid Based Complement Alternat Med . 2008;5(3):295302.]

 

 

 

EFEITO ANTIOXIDANTE

Recentemente hidrolisados enzimáticos, água e extratos alcalinos da Geleia Real foram testados pelas propriedades antioxidantes [1, 2]. Demonstrou que a Geleia Real coletada em 24 horas após a transferência das larvas tem uma ação antioxidante mais forte [3].

 

A atividade antioxidante da Geleia Real também foi comprovada em vários modelos experimentais in vitro em plantas e leveduras [4], em cobaias [5] e a proteção contra o estresse oxidativo foi confirmada em experimentos com animais de laboratório [5,6,7]. Além disso, a peroxidação lipídica foi inibida in vitro e em experiências com cobaias.

 

Geleia Real demonstrou proteger o DNA de tecidos, contra o dano oxidativo. Estudo dos efeitos da dieta de Geleia Real em cobaias, demonstrou que após a alimentação com Geleia Real em cobaias durante 16 semanas, os níveis de 8-hidroxi-2-desoxiguanosina (um marcador de estresse oxidativo) foram significativamente reduzidos no DNA do rim e do soro e a expectativa de vida média de camundongos C3H/HeJ foi aumentada através da redução do  mecanismo de dano oxidativo [8]

 

[1] Nagai, T., Inoue, R., Preparation and the functional properties of water and alkaline extract of royal jelly, Food Chem., 2004, 84, 181–186

[2] Nagai, T. R., Inoue, R., Suzuki N., Nagashima, T., Antioxidant properties of enzymatic hydrolysates from royal jelly, J. Med. Food, 2006, 9, 363–367

[3].  Liu, J. R., Yang, Y. C., Shi, L. S., Peng, C. C., Antioxidant properties of royal jelly associated with

larval age and time of harvest, Altern. Med. Rev., 2008, 13, 330‐333

[4] Jamnik, P., Goranovič, D., Raspor, D., Antioxidative action of royal jelly in the yeast cell, Experimental

Gerontology, 2007, 42(7), 594-600

[5] El-Nekeety, A. A., El-Kholy, W., Abbas, N. F., Ebaid, A., Amra, H. A., Abdel-Wahhab, M. A., Efficacy of royal jelly against the oxidative stress of fumonisin in rats, Toxicon, 2007, 50(2), 256-269

[6] Silici, S., Ekmekcioglu, O., Eraslan, G., Demirtas, A., Antioxidative effect of royal jelly in cisplatininduced testes damage, Urology, 2009, 74(3), 545-551

[7] Kanbur, M., Erasian, G., Beyaz, L., Silici, S., Liman, B.C., Altinordulu, S., Atasever, A., The effects

of royal jelly on liver damage induced by paracetamol in mice, Exp. Toxicol. Pathol., 2009, 61(2),123-132

[8] Inoue, S., Koya-Miyata, S., Ushio, S., Iwaki. K., Ikeda, M., Kurimoto, M., Royal jelly prolongs the life span of C3H/HeJ mice; correlation with reduced DNA damage, Exp. Gerontol., 2003, 38(9), 965-969

 

EFEITO CARDIOVASCULAR

AÇÃO REGULAÇÃO PRESSÃO ARTERIAL, SANGUE, PERFIL LIPÍDICO

GELEIA REAL atua sobre o sistema cardiovascular e no sangue como um regulador de pressão sanguínea, que estimula e revigora o organismo. A medicina alternativa recomenda a GELEIA REAL na anemia (um tratamento de 2-3 semanas melhora de forma significativa o número e a qualidade das células vermelhas do sangue [1]), na hipo e hipertensão e aterosclerose [2].

 

Pesquisadores no Japão investigaram o efeito de certos peptídeos obtidos através da hidrólise enzimática da GELEIA REAL em animais experimentais com pressão arterial elevada. Peptídeos agiram de forma inibitória sobre a enzima conversão da angiotensina 1 (ECA) e a pressão sanguínea foi reduzida depois da administração oral repetitiva de doses de GELEIA REAL para cobaias hipertensos espontâneos [3,4]. O efeito antihipertensivo foi tão elevada como 38% [5].

 

Outros estudos sugerem que o ácido trans-2-octenóico e o ácido hidroxidecanóico da GELEIA REAL pode ser responsável pela ação antihipertensiva, com diferentes frações GELEIA REAL exercem efeitos maiores ou menores sobre a duração da ação. GELEIA REAL foi associada com as medidas de proteção e terapêuticos em casos de arritmias cardíacas induzidas por adrenalina; Ainda assim, não houve nenhuma observação de um efeito sobre o ritmo cardíaco [6].

 

Pequenos ensaios clínicos demonstraram efeitos mistos sobre o perfil lipídico em humanos. A geleia real administrada a 10 g / dia durante 14 dias aumentou os níveis de lipídios no soro de alta densidade (HDL, colesterol bom) em idosos participantes, enquanto uma tendência de baixa maior nos níveis de lipídios de baixa densidade (LDL, colesterol ruim) foi observada com nenhum efeito sobre os triglicerídeos no soro. [7], Num outro ensaio, 6 g / dia durante 4 semanas resultaram em diminuição do colesterol sérico total e LDL, mas não teve nenhum efeito sobre o HDL ou triglicerídeos [8].

 

 

[1] Destrem, H., Experimentation de la gelee royale d'abeille en pratique geriatrique (134 cas), Rev. Franc. Geront, 1956, 3

[2] Pizzorno Jr., J. E., Murray, M. T., Joiner-Bey, H. The Clinician's Handbook of Natural Medicine, second ed. Churchill Livingstone, 2007

[3] Matsui, T., Yukiyoshi, A., Doi, S., Sugimoto, H., Yamada, H., Matsumoto, K., Gastrointestinal enzyme production of bioactive peptides from royal jelly protein and their antihypertensive ability in SHR, J. Nutr. Biochem., 2002, 13(2), 80-86

[4] Takaki-Doi, S., Hashimoto, K., Yamamura, M., Kamei, C., Antihypertensive activities of royal jelly

protein hydrolysate and its fractions in spontaneous hypertensive rats, Acta Med. Okayama, 2009, 63(1),

57-64

[5] Tokunaga, K. H., Yoshida, C., Suzuki, K. M., Maruyama, H., Futamura, Y., Araki, Y., Mishima, S.,

Antihypertensive effect of peptides from royal jelly in spontaneously hypertensive rats, Biol. Pharm. Bull., 2004, 27(2), 189-192

[6] Librowski, T., Czarnecki, R., Comparative analysis of Apistmul Crataegi Forte and royal jelly in the

experimental heart action disturbance, Herba Pol. 2000, 46(3), 145-150

[7] Münstedt K, Henschel M, Hauenschild A, von Georgi R. Royal jelly increases high density lipoprotein levels but in older patients only. J Altern Complement Med. 2009;15(4):329330

[8] Guo H, Saiga A, Sato M, et al. Royal jelly supplementation improves lipoprotein metabolism in humans. J Nutr Sci Vitaminol (Tokyo). 2007;53(4):345348

 

EFEITO NO DIABETES 

Especialmente a medicina chinesa e japonesa usa a Geleia Real para combater a diabetes e para manter os níveis de açúcar no sangue normal.

 

Geleia Real pode reduzir o nível de açúcar no sangue através de peptídeos semelhantes à insulina e outros compostos (como cromo, enxofre, vitaminas B3 e H). Geleia Real  também é capaz de sustentar o nível ideal de açúcares no sangue tomando parte na oxidação da glicose para obter energia, através do efeito insulínico [1] de peptídeos do tipo insulina encontrados na mesma. Além disso, a insulina encontrada na Geleia Real assemelha-se muito com a insulina encontradas em mamíferos [2].

 

Em pacientes com diabetes resistentes à insulina, a Geleia Real produziu uma diminuição importante dos níveis de açúcar sanguíneo para 33%, 3 horas após a administração através de injeção [3].

 

Alguns testes foram realizados para confirmar que Geleia Real  reduziu os efeitos da diabetes em animais. A Geleia Real reduziu diabetes induzida por aloxano em cobaias afetadas. A administração simultânea de Geleia Real e uma solução de frutose, durante 8 semanas a cobaias resistentes à insulina reduziu significativamente a concentração plasmática de insulina e triglicerídeos e reduziu a pressão sistólica arterial, sem afetar os níveis de glicose no sangue ou colesterol total.

 

Estes resultados sugerem que a Geleia Real pode ser um tratamento dietético funcional para a prevenção da resistência à insulina associada ao desenvolvimento de hipertensão em pacientes com diabetes [4, 5].

 

[1] Batchelder, T., A novel mechanism of liver enhancement from a traditional bee product. Townsend Letter for Doctors and Patients, 2002, 233, 46-48.

[2] O’Connor, K., The demonstration of insulin-like material in the honey bee Apis mellifera, Comparative Biochem. Physiol., 1985, B, 81 (3), 755–760

[3] Bianchi, E. M., La jalea real: poderoso reconstituyente y revitalizante. Home page address: http://faa.unse.edu.ar/cedia/jalea.pdf

[4] Zamami, Y., Takatori, S., Goda, M., Koyama, T., Iwatani, Y., Jin, X., Takai-Doi, S., Kawasaki, H., Royal jelly ameliorates insulin resistance in fructose-drinking rats, J. Biol. Pharm. Bull., 2008, 31(11), 2103-3107

[5] Nomura, M., Maruo, N., Zamami, Y., Takatori, S., Doi, S., Kawasaki, H., Effect of long-term treatment with royal jelly on insulin resistance in Otsuka Long- Evans Tokushima Fatty (OLETF) rats, Yuakugaku Zasshi, 2007, 127(11), 1877-1882

 

 

EFEITO GASTROINTESTINAL

Mishchenko (1974) pacientes tratou com úlceras gástricas e duodenais e gastrite com 20-25 mg Geleia Real seca, 3 vezes por dia, durante um mês, os pacientes estavam em uma dieta, Grupo 1 - de controle somente dieta, Grupo 2 - com dieta e Geleia Real, Grupo 3 - medicação tradicional e Geleia Real. No grupo 1 (dieta apenas) 41% (40 pacientes) apresentaram melhora, 66% dos pacientes do grupo 2 (n = 40) melhoraram enquanto no grupo 3, 88% (130 pacientes) melhoraram, citado por Krylov [1] .

 

1. KRYLOV, V; SOKOLSKII C. (2000) Royal jelly (in Russian). Agroprompoligrafist Krasnodar; 214 pp

 

EFEITO SISTEMA HORMONAL

SISTEMA REPRODUTOR, FERTILIDADE, MENOPAUSA, LIBIDO​

GELEIA REAL permite o completo desenvolvimento das larvas nos favos e mantém a sua capacidade ovulatória em todo o seu tempo de vida [1]. Esta propriedade incomum da GELEIA REAL tem estimulado uma possível conexão com a fertilidade e sabemos que GELEIA REAL tem sido sempre usado como um estimulador da fertilidade.

 

O Funcionamento hipotalâmico-hipofisário, geralmente diminui com o envelhecimento. Alegadamente Geleia Real tem efeitos favoráveis sobre o eixo hipotálamo-hipófise. A Geleia Real pode compensar o declínio associado à idade na função da hipófise em cobias [2]

 

GELEIA REAL é eficaz em sintomas da pré-menopausa, osteoporose, melhorando o equilíbrio hormonal e a fertilidade em homens e mulheres, aumentando óvulos e a qualidade do esperma [3] e ajuda em casos de baixa libido e impotência, especialmente em idosos [4]. Estes efeitos farmacológicos da geleia real são semelhantes aos causados ​​pelo hormônio estrogênio, mas GELEIA REAL apresenta uma baixa atividade estrogênica [5].

 

Um estudo em 99 casais com astenospermia, que provoca infertilidade, concluiu que modo simples e eficaz de tratar esta condição é a administração intravaginal de GELEIA REAL e mel [6].

 

GELEIA REAL é uma importante fonte de ácido para-aminobenzóico que aumenta a fertilidade nas mulheres que a consomem regularmente durante pelo menos 6 meses. Juntamente com o ácido pantotênico (Vitamina B5) [ a geleia real é uma das fontes mais ricas de vitamina B5], este ácido induz a utilização da proteína para o crescimento e restauração saudável do cabelo e da pele.

 

Em modelos experimentais de culturas teciduais e em cobaias ovariectomizados, um efeito positivo da GELEIA REAL contra a osteoporose foi registrado. O aumento dos níveis de cálcio dos ossos e a recuperação da massa óssea foram interpretadas como o resultado de uma melhor absorção intestinal de cálcio, em detrimento do efeito oposto do hormônio da paratireoide [7].

 

[1] Mărghitaş, L. A., Produsele apicole şi principalele lor însuşiri terapeutice. In: Albinele şi produsele lor. L. A. Mărghitaş, second ed., Ceres, Bucharest, 2008, pp. 280-378

[2] Effects of Long term administration of Royal Jelly on Pituitary Weight and Gene Expression in Middle-Aged Female Rats, Yulio Narita, Shozo Ahta, et al., Biosci. Biotechnol. Biochem., 73, 80556-1-3, 2009

[3] Lewis, R., The Infertility Cure: The Ancient Chinese Wellness Program for Getting Pregnant and

Having Healthy Babies, ed. Little, Brown and Company, 2005

[4] Destrem, H., Experimentation de la gelee royale d'abeille en pratique geriatrique (134 cas), Rev. Franc. Geront, 1956, 3

[5] Mishima, S., Suzuki, K. M., Isohama, Y., Kuratsu, N., Araki, Y., Inoue, M., Miyata, T., Royal jelly has estrogenic effects in vitro and in vivo, J. Ethnopharmacol., 2005, 3, 101(1-3), 215-20

[6] Abdelhafiz, A. T., Muhamad, J. A., Midcycle pericoital intravaginal bee honey and royal jelly for male factor infertility, International Journal of Gynecology & Obstetrics, 2008, 101(2), 146-149

[7] Hidaka, S., Okamoto, Y., Uchiyama, S., Nakatsuma, A., Hashimoto, K., Ohnishi, S.T., Yamaguchi, M. Royal jelly prevents osteoporosis in rats: beneficial effects in ovariectomy model and in bone tissue culture model, Evid. Based Complement Alternat. Med., 2006, 3(3), 339-48

 

 

EFEITO IMUNOMODULADOR

Vários experimentos in vitro examinaram as ações de geleia real e dos seus componentes sobre o sistema imunológico. [1,2,3,4,5,6].

 

Geleia Real contém amino e gama globulina, ácidos graxos insaturados, hormônios, enzimas, proteínas, vitamina E e A, que ajudam a combater infecções do sistema imunológico.

 

Em pintinhos, a administração de geleia real durante 28 dias levou a um aumento do número de leucócitos circulantes e linfócitos, com a diminuição nos níveis de globulinas [7].

 

Experiências em animais demonstraram atividades imunorreguladoras, com a administração de geleia real (500 a 1500 mg / kg de peso corporal / dia), aumentando a sobrevivência em murganhos portadores de tumor e demonstrando efeitos positivos sobre as células estaminais da medula óssea e tumor induzido hematopoiese esplénica [8].

 

Além disso, a autoimunidade foi inibida em ratos propensos a lúpus eritematoso sistémico, com um atraso na progressão da doença, redução da proteinúria e aumento da sobrevivência. [9], o aumento das taxas de cura foi observado em cobaia perfuração da membrana timpânica. [10]

 

Num estudo in vitro, utilizando linfócitos de voluntários saudáveis e em pacientes com doença de Graves, geleia real causou a proliferação de linfócitos e certas citoquinas ao ser segregada, sugerindo um papel potencial imunomoduladora no tratamento desta doença. [11]

 

Os ácidos graxos da geleia real são moduladores naturais do sistema imune e podem têm eficácia na intervenção de doenças autoimunes [12,13,14,15]

 

[1] Kimura Y, Ushijima T, Maeda M, et al. Tumor antigen occurs in Nglycan of royal jelly glycoproteins: honeybee cells synthesize Tantigen unit in Nglycan moiety. Biosci Biotechnol Biochem . 2006;70(10): 25832587.

[2] Okamoto I, Taniguchi Y, Kunikata T, et al. Major royal jelly protein 3 modulates immune responses in vitro and in vivo. Life Sci . 2003;73(16):20292045

[3] Taniguchi Y, Kohno K, Inoue S, et al. Oral administration of royal jelly inhibits the development of atopic dermatitislike skin lesions in NC/Nga mice. Int Immunopharmacol . 2003;3(9):13131324.

[4] Oka H, Emori Y, Kobayashi N, Hayashi Y, Nomoto K. Suppression of allergic reactions by royal jelly in association with the restoration of macrophage function and the improvement of Th1/Th2 cell responses. Int Immunopharmacol . 2001;1(3):521532.

[5] Vucevic D, Melliou E, Vasilijic S, et al. Fatty acids isolated from royal jelly modulate dendritic cellmediated immune response in vitro. Int Immunopharmacol . 2007;7(9):12111220.

[6] Gasic S, Vucevic D, Vasilijic S, Antunovic M, Chinou I, Colic M. Evaluation of the immunomodulatory activities of royal jelly components in vitro. Immunopharmacol Immunotoxicol . 2007;29(34): 521536.

[7] Kurkure, N.V., Kognole, S.M., Pawar, S.P., Ganorkar, A. G., Bhandarkar, A. G., Ingle, V. C., Kalorey, D. R., Effect of royal jelly as immunonomodulator in chicks, Journal of Immunology & Immunopathology, 2000, 2 (1/2), 84-87

[8] Bincoletto C, Eberlin S, Figueiredo CA, Luengo MB, Queiroz ML. Effects produced by royal jelly on haematopoiesis: relation with host resistance against Ehrlich ascites tumour challenge. Int Immunopharmacol . 2005;5(4):679688.

[9] Mannoor MK, Shimabukuro I, Tsukamotoa M, Watanabe H,  Yamaguchi K, Sato Y. Honeybee royal jelly inhibits autoimmunity in SLEprone NZB x NZW F1 mice. Lupus . 2009;18(1):4452.

[10] Calli C, Tugyan K, Oncel S, et al. Effectiveness of royal jelly on tympanic membrane perforations: an experimental study. J Otolaryngol Head Neck Surg . 2008;37(2):179184.

[11] Erem C, Deger O, Ovali E, Barlak Y. The effects of royal jelly on autoimmunity in Graves' disease. Endocrine . 2006;30(2):175183.

[12] Hwang D, Rhee SH: Receptor-mediated signaling pathways: Potential targets of modulation by dietary fatty acids. Am J Clin Nutr 1999;70:545–556.

[13] Vucevic D, Melliou E, Vasilijic S, Gasic S, Ivanovski P, Chinou I, Colic M: Fatty acids isolated from royal jelly modulate dendritic cell-mediated immune response in vitro. Int Immunopharmacol 2007;7:1211–1220.

[14] Pollet S, Bottex-Gauthier C, Li M, Potier P, Favier A, Vidal D: Insight into some of the signaling pathways triggered by a lipid immunomodulator. Immunopharmacol Immunotoxicol 2002;24: 527–546.

[15] Yang XY, Yang DS, Wei Z, Wang JM, Li CY, Hui Y, Lei KF,Chen XF, Shen NH, Jin LQ, Wang JG: 10-Hydroxy-2-decenoic acid from Royal jelly: A potential medicine for RA. J Ethnopharmacol 2010;128:314–321.

 

EFEITO EM LIPIDEMIAS & FÍGADO

Devido a ação eficaz da Geleia Real na hipercolesterolemia e hepatoprotetora é utilizada na redução e controle de triglicerídeos e de colesterol em seres humanos [1, 2] e existem muitos relatos que demonstraram estes efeitos da Geleia Real.

 

A administração de 50-100 mg/dia reduziu os níveis séricos de colesterol total em 14% e de lipídios totais em 10% em pacientes com aterosclerose [3].

 

Em pessoas idosas, comendo 10 g de Geleia Real diariamente durante 14 dias elevou os níveis de lipídeos de alta densidade (HDL) no soro e os níveis de lipídeos de baixa densidade (LDL), sem afetar triglicerídeos [4].

 

Um outro estudo indica que a ingestão de 6 g Geleia Real/dia durante 4 semanas, levou à redução do colesterol sérico total e LDL, mas sem efeitos sobre o HDL ou sobre os triglicerídeos [5].

 

O mecanismo de ação da Geleia Real na diminuição dos níveis de colesterol é a ligação dos fitoesteróis com o biosterol no trato intestinal [6,7,8].

 

Um estudo em cobaias sugerem que os níveis de colesterol diminuem é aparentemente devido ao ajuste da enzima esqualeno-epoxidase (SQLE) e dos receptores de lipoproteína de baixa densidade (LDLR) que estão envolvidas na incorporação de colesterol no fígado [9].

 

Geleia Real estimula o crescimento celular, especialmente os hepatócitos [10]. A proteína 57 kDa parece ser responsável por este efeito.

 

Há outros estudos sobre a ação protetora da Geleia Real contra diferentes substâncias tóxicas em cobaias. Geleia Real impede aumento induzido pela nocotine-1 dos níveis de colesterol [11] e abaixou o colesterol no soro em cobaias alimentados com uma dieta enriquecida de colesterol [12].

 

Geleia Real também teve um efeito protetor dependendo da dose contra fumosins (micotoxinas) em cobaias, induzindo melhoras histológicas e histoquímicas significativos no fígado e nos rins e dos níveis séricos de parâmetros renais e hepáticas [13].

 

Em estudos com animais e/ou humanos a Geleia Real sustentou a reconstrução do glicogênio e ajudou na desintoxicação da amônia e ácido láctico (responsável pela fadiga) [14], aumentou o fluxo de oxigênio para o fígado [3] e promoveu a saúde e crescimento dos hepatócitos no fígado [15, 16].

 

1.Cho, Y. T., Studies on royal jelly and abnormal cholesterol and triglycerides, Amer. Bee J., 1977, 117, 36-38

2.Pizzorno Jr., J. E., Murray, M. T., Joiner-Bey, H. The Clinician's Handbook of Natural Medicine, second ed. Churchill Livingstone, 2007

3.Vittek, J., Effect of royal jelly on serum lipids in experimental animals and humans with atherosclerosis, Experientia, 1995, 51(9-10), 927-935. Review

4.Münstedt, K., Henschel, M., Hauenschild, A., von Georgi, R., Royal jelly increases high density lipoprotein levels but in older patients only, J. Altern. Complement Med., 2009, 15(4), 329-30

5.Guo, H., Saiga, A., Sato, M.. Miyazawa, I., Shibata, M., Takahata, Y., Morimatsu, F., Royal jelly supplementation improves lipoprotein metabolism in humans, J. Nutr. Sci. Vitaminol., 2007, 53(4),345-348

6.Madar, J., Maly, E., Neubauer, E., Moscovic, F., Einfluss des bienenmuttervreies (gelee royale) auf den cholesterol-spiegel auf die toallipide im serum und auf die fibrinolitische aktivitat des plasmas der an atherosklerose leidenden alteren Menschen, Z Altersforsch, 1965, 18, 103–10

7.Makarov, Y.I., Biologically and economically useful characters of far eastern bees and their selection, PhD thesis, Timiryazev Academy of Agriculture, Moscow, 1969

8.Shinoda, M., Nakajin, S., Oikawa, T., Sato, K., Kamogawa, A., Akiyama, Y., Biochemical studies on vasodilative factor in royal jelly, Yakugaku Zassii, 1978, 98, 139-145

9.Kamakura, M., Moriyama, T., Sakaki, T., Changes in hepatic gene expression associated with the hypocholesterolaemic activity of royal jelly, J. Pharm. Pharmacol., 2006, 58(12), 1683-1689

10.Kamakura, M., Suenobu, N., Fukushima, M. Fiftyseven-kDa protein in royal jelly enhances proliferation of primary cultured rat hepatocytes and increases albumin production in the absence of serum, Biochem. Biophys. Res. Commun., 2001, 13;282(4), 865-874

11.Abou-Hozaifa, B. M., Badr El-Din, N. K., Royal jelly, a possible agent to reduce the nicotine-induced atherogenic lipoprotein profile, Saudi Med. J., 1995, 16, 337-342

12.Abou-Hozaifa, B. M., Roston, A. A. H., El-Nokaly, F.A., Effects of royal jelly and honey on serum lipids and lipoprotein cholesterol in rats fed cholesterolenriched diet. J. Biomed. Sci. Ther., 1993, 9, 35-44

13. El-Nekeety, A. A., El-Kholy, W., Abbas, N. F., Ebaid, A., Amra, H. A., Abdel-Wahhab, M. A., Efficacy of royal jelly against the oxidative stress of fumonisin in rats, Toxicon, 2007, 50(2), 256-269

14.Kamakura, M., Mitani, N., Fukuda, T., Fukushima, M., Antifatique effect of fresh royal jelly in mice., J. Nutr. Sci. Vitaminol., 2001, 47(6), 394-401

15.Batchelder, T., A novel mechanism of liver enhancement from a traditional bee product. Townsend Letter for Doctors and Patients, 2002, 233, 46-48.

16. Kanbur, M., Erasian, G., Beyaz, L., Silici, S., Liman, B.C., Altinordulu, S., Atasever, A., The effects of royal jelly on liver damage induced by paracetamol in mice, Exp. Toxicol. Pathol., 2009, 61(2),123-132

 

EFEITO NEURONAL

GELEIA REAL é tradicionalmente conhecida por melhorar a memória, prevenir a senilidade, aumentar a energia, reduzir a ansiedade e acalmar indivíduos hiperativos [1]. Nesta área existem estudos sobre GELEIA REAL e alguns de seus compostos têm efeitos sobre as células neurais.

 

GELEIA REAL contém grandes quantidades de acetilcolina, um neurotransmissor, usado em ambos os sistemas nervoso periférico e central e o único neuromodulador utilizado na divisão motora do sistema nervoso somático.

 

Recentemente, relatou-se que GELEIA REAL aumenta a diferenciação de todos os tipos de células do cérebro a partir de células estaminais neurais, enquanto que o ácido 10-HDA, um ácido graxo insaturado exclusivo da GELEIA REAL, aumentou a geração de neurônios e diminuiu os astrócitos a partir de células estaminais neurais [2]. Além disso, GELEIA REAL tem desempenhado papéis neurotróficos e neuroprotetores no hipocampo do cérebro de cobaias adultas [3].

 

A administração oral de GELEIA REAL foi provado ser responsável pelo aumento do número de células granulares do giro dentado do hipocampo e pela melhora simultânea dos processos cognitivos afetados [3, 4].

Ácido 10-DHA estimulada a diferenciação in vitro de células estaminais nervosas em neurônios [2].

 

Assim, ácidos graxos da Geleia Real são um tipo natural de indutores da neurogênese, na formação de novos neurônios.

 

1.Mateescu, C., Apiterapia. Cum să folosim produsele stupului pentru sănătate, ed Fiat Lux, 2005

2.Hattori, N., Nomoto, H., Fukumitsu, H., Mishima, S., Furukawa, S., Royal jelly and its unique fatty acid, 10-hydroxy-trans-2-decenoic acid, promote neurogenesis by neural stem/progenitor cells in vitro, Biomed. Res., 2007, 28(5), 261-6

3.Hashimoto, M., Kanda, M., Ikeno, K., Hayashi, Y., Nakamura, T., Ogawa, Y., Fukumitsu, H., Nomoto, H., Furukawa, S., Oral administration of royal jelly facilitates mRNA expression of glial cell line-derived neurotrophic factor and neurofilament H in the hippocampus of the adult mouse brain, Biosci. Biotechnol. Biochem., 2005, 69(4), 800-805

4.Hattori, N., Ohta, S., Sakamoto, T., Mishima, S., Furukawa, S., Royal jelly facilitates restoration of the cognitive ability in trimethyltin-intoxicated mice, Evid 

 

EFEITO PELE OSSOS COLÁGENO

Existem dois tipos de processos de envelhecimento da pele: Envelhecimento intrínseco, que é determinada principalmente por fatores genéticos, e envelhecimento extrínseco, que é o resultado de todos os fatores externos do ambiente (tal como a exposição crônica à radiação solar). Apesar das diferenças relacionadas à idade entre indivíduos de diferentes origens étnicas, tanto envelhecimento da pele extrínsecos e intrínsecos compartilham um mecanismo comum de estresse oxidativo pelo acúmulo de radicais livres.

 

A degradação da camada de colágeno da pele induzida pelos radicais livres e fracasso para substituir colágenos danificados com moléculas sintetizadas são fundamentais para as alterações deletérias observadas na pele envelhecida.

 

Os efeitos do 10-HDA da Geleia Real sobre o fotoenvelhecimento induzido por UVB foram testadas pela medição do pró-colágeno Tipo I, fator de crescimento transformante (TGF-β1), e metaloproteinase da matriz (MMP-1) após irradiação com UVB. Os fibroblastos da pele humana irradiados com UVB e tratada com Geleia Real  aumentou o pró-colágeno Tipo I e produções de TGF-β1, mas o nível de MMP-1 não foi alterada. Assim, Geleia Real pode potencialmente proteger a pele contra o fotoenvelhecimento induzido por UVB, aumentando a produção de colágeno.[1]

 

É muito bem estudado que a síntese de colágeno é também afetada pela diminuição na expressão hormonal com a idade, e o declínio mais conhecido é o de esteróides. Os fitosteróis  mais potentes podem ajudar a promover a produção de colágeno e, assim, fitosteróis dietéticos na geleia real poderiam ser ingredientes eficazes hipoteticamente para cuidados da pele contra o antienvelhecimento na ausência de dados experimentais.[2]

 

Pele mostra uma acentuada redução de rugas e melhora no tom de pele quando a geleia real é aplicada topicamente. Pele com danos da radiação melhoram rapidamente. [3]

 

A Geleia Real como um todo ou alguns dos seus componentes individuais estimulam a produção de colágeno tipo I e outras atividades para a formação óssea através da ação sobre os osteoblastos através de regulação positiva de pró-colágeno I alpha 1.[4]

 

A geleia real e Protease Tratada da Geleia Real (PRJ) inibiu a progressão da perda óssea induzida por ovariectomia em cobaias num grau semelhante ao do 17b-estradiol. Os resultados de cultura de tecidos in vitro sugerem que ambos os nutrientes aumentaram do teor de cálcio dos tecidos femorais. Os dados indicam que a PRJ parece ser mais eficaz. Acredita-se que a PRJ pode ser útil em seres humanos para a prevenção não só da osteoporose pós-menopausa, mas também, em geral, na osteoporose. [5]

 

[1] Royal jelly protects against ultraviolet B-induced photoaging in human skin fibroblasts via enhancing collagen production. Park HM, Hwang E, Lee KG, Han SM, Cho Y, Kim SY. J Med Food. 2011 Sep;14(9):899-906. doi: 10.1089/jmf.2010.1363. Epub 2011 Aug 3.

[2] Li X, Huang C, Xue Y. Contribution of lipids in honeybee (Apis mellifera) royal jelly to health. J Med Food. 2013 Feb;16(2):96-102. doi: 10.1089/jmf.2012.2425. Epub 2013 Jan 25. Review. PubMed PMID: 23351082.

[3] Royal Jelly in Dermatologic Cosmetics, Hans Weitgasser, MD., Medizinische Kosmetick

[4] Royal Jelly Stimulates Bone Formation: Physiologic and Nutrigenomic Studies with Mice and Cell Lines. Narita Y, Nomura J,et al., Biosci Biotechnol Biochem. 2006 Oct 7; [Epub ahead of print]

[5] Royal jelly prevents osteoporosis in rats: beneficial effects in ovariectomy model and in bone tissue culture model. Hidaka S, Okamoto Y, Uchiyama S, Nakatsuma A, Hashimoto K, Ohnishi ST, Yamaguchi M. Evid Based Complement Alternat Med. 2006 Sep;3(3):339-48. Epub 2006 Apr 24.

 

EFEITO TÔNICO & ENERGÉTICO

Através de sua composição complexa, a Geleia Real é um complexo nutricional e estimulante anabolismo natural. No ser humano, verificou-se multidirecionalidade ou seletividade na restauração da homeostase pela geleia real, tendo um efeito cumulativo de aumento de energia e atividade mental (depois de um tratamento mínimo de 3 meses) [1].

 

Geleia Real aumentou a capacidade de esforço muscular, capacidade vital, da função respiratórias e de níveis de energia [2], melhorou o apetite, a força e a massa corporal em casos de desnutrição, baixo peso, depressão e anorexia [3]. Além disso, aumentou a sensação de bem-estar energético em pacientes com síndrome da fadiga crônica [2].

 

Geleia Real teve resultados muito bons em convalescença e períodos de recuperação pós-operatórios [4] e em anemia (um tratamento de 2-3 semanas melhorou significativamente o número e a qualidade dos eritrócitos [5]).

 

Outros estudos sugerem que ela induz euforia, sentimentos de conforto, um aumento na força e do apetite de pacientes com doença cardíaca [6].

 

Em humanos, o ácido pantotênico (Vitamina B5) é convertido em coenzima A, que ajuda o corpo de metabolizar lipídios e para melhorar a sua capacidade de resposta ao estresse, apoiando as glândulas adrenais. O teor de ácido pantotênico (B5) na Geleia Real é mais elevado do que em qualquer outra fonte conhecida [7].

 

Há um experimento com cobaias, nos quais a Geleia Real impediu a fadiga física, diminuindo o acumulo de lactato e nitrogênio no sangue [8].

 

 

1.Wittenberg, J. S., The Rebellious Body, Insight Books, New York, 1996

2.Batchelder, T., A novel mechanism of liver enhancement from a traditional bee product. Townsend Letter for Doctors and Patients, 2002, 233, 46-48.

3.Fossati, C., Therapeutic possibilities of royal jelly, Clin. Ter., 1972, 62, 377-387

4.Balch, P. A., Balch, J. F., Prescription for Nutritional Healing, third ed., Avery, New York, 2000

5.Destrem, H., Experimentation de la gelee royale d'abeille en pratique geriatrique (134 cas), Rev. Franc. Geront, 1956, 3

6.Cho, Y. T., Studies on royal jelly and abnormal cholesterol and triglycerides, Amer. Bee J., 1977, 117, 36-38

7.Food and Agriculture Organisation of the United Nations, Value added products from bee-keeping, FAO Agricultural Services Bulletin, 1996, Food and Agricultural Organization, United Nations, Rome, Italy, 124

8.Kamakura, M., Mitani, N., Fukuda, T., Fukushima, M., Antifatique effect of fresh royal jelly in mice., J. Nutr. Sci. Vitaminol., 2001, 47(6), 394-401

 

EFEITO VISÃO

De acordo com Krylov et al. [1]:

 

Geleia Real foi aplicada também: em oftalmologia: Maximenko (1975) usou uma preparação de Geleia Real para o tratamento de doenças da retina relacionados com a perturbação da microcirculação do olho.

 

Nedelka et al. (1987-1990) utilizaram Geleia Real (1% de glicerol em metilcelulose) com êxito contra a ceratite e lesões traumáticas da conjuntiva e da córnea. Nedelka et al. desenvolveu preparações diferentes: gotas, cremes e filmes solúveis. Estes resultados foram confirmados por Takrovski (1974) e Tanev e Peitshev (1974).

 

1. KRYLOV, V; AGAFONOV, A; KRIVTSOV, N; LEBEDEV, V; BURIMISTROVA, L; OSHEVENSKI, L; SOKOLSKI, S (2007) Theory and agents of apitherapy (in Russian). Moscow

 

EFEITOS RESPIRATÓRIOS

De acordo com Shkenderov e Ivanov [1]:

 

Vitek e Janci (1968) reviram 10 publicações sobre a utilização de Geleia Real contra a asma brônquica: Geleia Real foi utilizada por via sublingual, em doses de 50 a 500 mg por dia. Dentre os 311 pacientes 75% apresentaram melhora e os sintomas pararam por um longo tempo.

 

Matushevski et al. (1972) doentes com asma brônquica foram tratados 3 vezes por dia com 100-150 mg Geleia Real seco sublingual, por um mês. As condições dos pacientes melhoraram, os valores das células de eosinófilos voltaram ao normal.

 

Petrov (1971) tratou com sucesso 170 crianças com bronquite espasmódica por inalações de aerossóis com mel e Geleia Real.

 

[1]. SHKENDEROV, S; IVANOV, T (1983) Pcelni Produkti, The Bee Products (in Bulgarian). Zemizdat (Abstract in Honey bibliography): 1-238.

 
Endereço

R. Heitor Stockler de França, 396 | CJ 1301 | Centro Cívico 80.030-030 | CURITIBA | PR

 

Contato
Sites
Acompanhe-nos
  • Facebook - Black Circle
  • Twitter - Black Circle

© 2016 NATURE & VITTA. Marca Registrada